domingo, 18 de abril de 2010

Mediona e as Terras do Cava Catalão








Neste último sábado, voltamos as terras do saboroso Cava catalão, suas viniculas e intermináveis parreirais. Aliás, essa rota deve ser guardada com carinho, pois adequa tudo o que um ciclo-turista pode querer: pouco transito de veículos, asfalto bom, paisagens inesquecíveis, abundância de paradas para degustação, relevo divertido....
Como a rota era já mais ou menos conhecida e como eu não tinha a pretensão de ir com o grupo A, experimentei ir com a pisteira Diamant, que se mostrou bastante prazeirosa - a não ser nas descidas (um freio na frente teria deixado a brincadeira ainda melhor, não me deixando tão atrás do grupo nas descidas - não que isso tenha sido problema, pois nas subidas ganhava uma vantagem que em alguns momentos chegavam perto dos 5 minutos).
Passando os 120km de pedal e já bastante massacrado pela estrada e pelas variações do terreno, que apesar de não ter nenhuma montanha que imponha respeito, conta com bastante variação de subidas e descidas, passamos por um grupo de profissionais e semi-profissionais que ficaram curiosos em ver alguém pedalando um "equipamento" tão pouco propício para tal terreno e quilometragem (o comentário do Joan Font no post abaixo não me deixa mentir).
Retornando a Barcelona me deparei com a praça da Catedral em festa e tomada por grupos dançando a Sardana.




Um comentário:

Fábio disse...

Excelente Passeio!