quarta-feira, 11 de março de 2009

Pinha fixa?




Para acabar com a monotonia do fim de tarde e depois de pedalar, é claro, fiz um apanhado sobre os sites em português que falam sobre as fixas...

Sim, cada vez tem mais gente pelo Brasil construindo e pedalando suas fixas e isso me faz lembrar de quando eu estava em Londres quando a "moda" começava timidamente...Sabe que eu comprei a idéia romântica do "pedalar com menos marchas + com bicicletas e peças recicladas + mostrar que não é necessário comprar tecnologia para pedalar" e foi esta inocência que acabou por me desapontar com a maioria das pessoas que pedalam fixas. Claro que é massa ver os relatos aí do Brasil e ver que a turma ainda batalha suas próprias conversões e ainda tem de garimpar peças para montar suas fixas!

Por enquanto as coisas no Brasil parecem saudáveis e vão permanecer assim até o momento em que o número de usuários seja expressivo, criando um mercado para ser explorado por fabricantes e lojistas de forma idiota, e para os idiotas.

Sim, não podemos esquecer a máxima "macaco vê, macaco faz", que rege as modas em todo o mundo, mas que tem em lugares "em desenvolvimento" como o Brasil uma ótica ainda mais perversa (seguramente teremos um dia, cidadãos menos abastados comprando no crediário fixas com um esquema de cores combinado com a cor da cueca, da mesma maneira que o "maninho" empenha seu salário de office-boy pra comprar um "tenãos Nike de molinha").

Eu sei que vendo o lance acontecendo no mundo todo e com a fartura de vídeos, fotos, blogs e sites, dá vontade (em alguns) de ter à disposição aí na Bananolândia mais opções de material de pista e a partir do momento em que já começamos a notar o crescimento do grupo de "aFIXionados", é que a coisa começa a tomar o rumo idiota com que "o sistema" transforma tudo em um produto saido do forno e fresquinho para ser consumido pelos infelizes escravos, dando-lhes momentos de felicidade (que acabam quando começa aquele comichão de ter que comprar fita de guidão que combine com os pneus).

Sim, pedalar fixa pelas ruas (e no velódromo) é uma experiência ímpar, que dá ao ciclista um sensação que só os que pedalaram sabem do que se trata, mas daí a acreditar que pedalar fixa vai te colocar mais próximo ao Olimpo ou te transformar no novo Messias...francamente...

Sim, entendo como nós ciclistas (digo, seres sobre-humanos, nobres e iluminados) temos vontade de que até nossa avó pedalasse (e se for de fixa, melhor ainda), e foi talvez por isso que fiz esse blog e imagino que tenha sido o que levou vocês leitores a "divulgar as benesses da bicicleta" no mundo real e virtual, mas é uma pena que isso tenha o efeito colateral de criar mais uma "moda", que vai ser tão idiota e passageira quanto o "Pogobol"...A única vantagem é que a "moda" criou vários "carros a menos" pelas ruas, e isso já é bom por si só.

A pena é que foi criado mais um mercado para "vender felicidade" através de produtos com cores exóticas.

Bons tempos aqueles em que eu garimpava minhas pecinhas na loja do Sr. Romeo...

Enfim, aqui vai uma lista com os blogues que de uma forma ou de outra tratam (entre outras coisas) das fixas:

Mocó do Canna
- Ótimo pra quem tá reciclando aquela velha Caloi 10. Dicas e fotos preciosas que te pouparão bastante tempo no jogo de "tentativa e erro" na hora de converter sua primeira fixa.

Pedalante
- "Pensante" cairia melhor, não? Política, fixas e afins.

FIXA SAMPA
- Os turminhas de SP levam o lance a sério e estão até organizando a "1ª Fixolimpiadas".

Sociedade Audax de Ciclismo
- Muito bacana o relato dos turmas de Porto Alegre. Interessante o fato dos caras usarem o termo "pinha fixa" para se referir ao lance...

BiciBrasil
- Mais informações e relatos sobre cicloturismo e...fixas!

Meandros
- Outro turma de CWB. Bicis, fixas, ativismo e poesia.

Liberdade na era tecnológica?
- Pra quem acha que no Brasil tudo chega depois..É porque vocês nunca estiveram em Portugal!

Araraquara Bikes
- Mais um divulgando a idéia genial...Aliás, até agora não entendi por que os caras de Londres inventaram isso...Tem uma idéia chamada "cubo de pista", que tem mais de 100 anos e que dá de 1000 a zero na conversão de cubos de freio a disco....

Fenix Bikes
- Mais um passo-a-passo de como converter uma Caloi 10 em fixa.

Juice Studio
- Apesar de parecer um blog gringo, contar com uma coletânea de imagens estrangeiras e de não ter infos em português, o Pablo é de SP e curte as fixas também.

Além dos blogues e tal, já pipocam alguns fóruns em português. Além do fórum infame, que me recuso a dizer o nome, mas dou a dica que começa com "pe" e termina com "dal", existem:

Forum 01 no Nabble

e

Forum 02 no forum da bicicletada CWB

Divirtam-se e a cima de tudo: PEDALEM!

5 comentários:

PauloR2 disse...

Não sei se por ser pé rapado ou por gostar de meter a mão na massa sempre fui averso a comprar coisas prontas para usar. Todas minhas bicicletas foram assim, e a minha fixa/single não foge à regra.
E quem se abstém deste processo acaba sendo tomado pelo espírito do menor esforço, aquele mesmo que leva 1000 carros todos os meses às ruas de Curitiba.
E ao contrário do que possam pensar alguns, montar uma bike não leva ao consumismo fútil, pelo contrário, você pensa em cada real que vai gastar, e só compra o essencial, buscando sempre maximizar o capital investido.
Sinceramente não ficaria triste em ver as fixas tomando as ruas numa "moda", principalmente se isso representar que um piá de prédio largue seu Peugeot 207 na garagem.
Abraços!

Fabio Lazzarotto disse...

Fala Gabriel!!!

Só uma correção, a Sociedade Audax de Ciclismo é de Porto Alegre - RS, talvez porque o relato seja do Faccin que é de Santa Cruz do Sul também no RS.
Para completar, apesar dos modismos, também sou mais da minha fixa "caseira" com peças garimpadas.
Abraços

meandros disse...

Rapaz, lembro quando você escreveu por aqui que quanto mais fixas nas suas significaria mais lojistas interessados em vender peças para elas (a bronca é que a maioria nem sabia o que era uma fixa; bom ainda não sabem) e encontrar uma não seia tão difícil e tão caro.

É o complicado equilíbrio que é difícil encontrar nesta sociedade do consumo. Mas ainda bem que os ciclistas entendem de equilíbrio! :D

Anônimo disse...

Ainda bem que ainda tem gente com ambição no mundo querendo melhorar de vida e fazendo por isto!!
Talvez você não perceba mas seu texto tem alguns estereótipos bem preconceituosos e elitistas!!

Gabriel Nogueira disse...

Bom dia Sr(a). Anônimo(a).

Seu comentário é muito importante para nós.
Na busca de sempre melhorar o serviço oferecido pelo blog www.rodafixa.blogspot.com, nós do SAC gostaríamos de, em primeiro ligar, pedir desculpa caso alguma informação presente nessa postagem o/a tenha ofendido.
No entanto, seu comentário não está claro o suficiente e nesse momento não poderemos ajuda-lo(la). Seja mais específico(a), por favor.

Obrigado por confiar em nossos produtos de qualidade e esperamos te-lo(la) conosco em breve.

Saudações cordiais,

SAC rodafixa.blogspot.com