segunda-feira, 16 de março de 2009

Speed Cycles

A beleza desta pisteira Hetchin's de 1995 (não parece, mas já se passaram quase 15 anos da fabricação desta obra de arte) esta nas curvas do triângulo traseiro do quadro e no excepcional trabalho feito nos cachimbos.

Esta Allegro de 1955 tem como característica o acabamento totalmente em cromo. Um exemplo clássico das bicicletas usadas no pós-guerra.

Uma bela e original Ottusi de 1985.

A magnífica Bianchi Pista de 1976.

Uma Tigra Piste suiça de 1960.

A bela Pinarello Pista de 1982 com seu canote especialmente gravado.

Olmo Pista de 1975 saida recentemente da fábrica!

La Perle Piste de 1952.

Notem as cores dos belos cachimbos desta Jules Frei Special de 1962.
A suiça Goldina de 1965.

A Gios Torino Pista com sua característica roda dianteira quase encostando no quadro.

A legendária Gios Super Record Pista.

Uma Detto Pista de meados dos anos 80.

A suiça Cilo Piste Sprint de 1951 com seu belo avanço rebaixado e guidão Philippe.

Preservação e Restauração X Reforma

As fotos desta postagem foram retiradas do museu virtual do site "Speedbicycles".
Este site mostra em detalhes e belas fotos a coleção iniciada por Stephan Schaefter nos anos 80. Como verdadeiro colecionador e preservador de bicicletas clássicas, a preocupação com originalidade e peças que respeitem o período dos quadros é impressionante!
A exemplo do método aplicado por Marcelo Afornali, do "Bicicletasantigas" de Curitiba, a intenção é sempre antes de restaurar, preservar. A bela "patina" acumulada com o passar dos anos sempre tem preferência e as restaurações só são feitas em casos especiais e quando realmente necessárias, sendo que quando feitas, utilizam métodos de pintura e muitas vezes tintas, vernizes e decalques de época.

2 comentários:

Elizeu disse...

Coisa fina essas Fixas!!! Muito maneiras mesmo! Impecáveis!

Um abraço!

PauloR2 disse...

Nem em um milhão de anos surgirão bicicletas mais bonitas que as pisteiras de cromo com geometria tradicional.